Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Silo Lírico: Flor do meu sonho

Silo Lírico: Flor do meu sonho: Te amo como um grito planetário Ouvido aos quatro ventos recordados De uma tarde mansa de setembro. Te amo em prima...

Maio Amarelo



Associação Empresarial de Xanxerê em parceria com a Associação de Ciclistas Pedal X, Corpo de Bombeiros, Policia Militar e Beto Bicicletas, deu início no início do mês de Maio, as ações do projeto “Juntos, por um trânsito mais seguro” alusivo ao Maio Amarelo.
O projeto foi lançado pela ONU – Organização das Nações Unidas em 11 de maio de 2011 e tem como objetivo a sensibilização quanto à importância de agir com consciência e responsabilidade no ato de transitar, tendo como respaldo a aquisição de valores, posturas e atitudes, uma vez que o trânsito não necessita somente de leis e normas, mas também de amor à vida, respeito e amor ao próximo.

Na primeira etapa do projeto, os alunos de seis escolas, três da rede municipal e três da rede estadual, tiveram palestras sobre a educação no trânsito e puderam colocar em prática a minipista, através do acompanhamento da PM. O projeto contou ainda com diversas ações que foram desenvolvidas, tais como, o concurso das frases, criadas pelos alunos das escolas visitadas e o Passeio Ciclístico, organizado pela PedalX em parceria com a  ACIX.

Segundo a Diretora da Cultura da ACIX e idealizadora do projeto Irene Sá Affolter: “Educar para o trânsito é primordial para a sociedade atual, já que o Brasil apresenta um alto índice de acidentes de trânsito e, certamente, a educação é um instrumento fundamental para transformar essa lamentável realidade, razão pela qual, escolhemos as crianças das séries iniciais, pois vislumbramos nesta ação, embora a longo prazo, a mudança transformadora, sem vícios e consciente, da qual  tanto precisamos."

O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.
Acompanhando o sucesso de outros movimentos, como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “MAIO AMARELO” estimula você a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção primeira colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos.
 

Vale ressaltar que o MAIO AMARELO, como o próprio nome traduz, é um movimento, uma ação, não uma campanha; ou seja, cada cidadão, entidade ou empresa pode utilizar o laço do “MAIO AMARELO” em suas ações de conscientização tanto no mês de maio, quanto, na medida do possível, durante o ano inteiro.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Corpus Christi





Corpus Christi em latim significa Corpo de Cristo – “Festa de Guarda”. Evento com bases na tradição católica que se realiza na quinta-feira após ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes.



A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XIII. Naquela época o papa Urbano IV, cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège, na Bélgica, recebeu o segredo da freira agostiniana Juliana de Mont Cornillon, a qual afirmava ter tido visões de Cristo demonstrando desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque.



Por volta de 1264, na comuna italiana de Bolsena – província de Viterbo próxima Orvieto (onde o já então papa Urbano IV tinha sua corte), ocorreu o Milagre de Bolsena, em que um sacerdote celebrante da Santa Missa, no momento de partir a Sagrada Hóstia, teria visto sair dela sangue, que empapou o corporal (pano onde se apoiam o cálice e a patena durante a Missa).



Assim então, o papa determinou que tais objetos milagrosos fossem trazidos a Orvieto em grande procissão em 19 de junho de 1264, sendo recebidos solenemente por Sua Santidade e levados para a Catedral de Santa Prisca. Sendo esta a primeira procissão do Corporal Eucarístico de que se tem notícia. A partir daí, Corpus Christi foi oficialmente instituída por Urbano IV com a publicação da bula Transiturus em 8 de setembro de 1264.
video


"Celebrar a festa do Corpo e Sangue de Cristo é vivermos o sentido profundo de seu gesto supremo de amor, de entrega e doação. É anunciar a morte do Senhor, vivendo o morrer para nós mesmos para doar-nos aos outros em solidariedade e misericórdia. É impossível comungar com Jesus, sem comungar com o corpo, com a vida, com as alegrias e as tristezas, as angústias e as esperanças dos irmãos e irmãs. Engolir a hóstia, sem comungar com o corpo de Cristo que é a comunidade cristã e sem fazer comunhão com os irmãos, especialmente mais necessitados, não passa de um rito formal, vazio e anticristão. Ser Eucaristia inclui partilharmos nossos dons e nosso ser, superando a insensibilidade, a indiferença e o fechamento em torno do mundinho do nosso eu e de cada família".
Pe. Ivo Pedro Oro

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Challenge Day



O Dia do Desafio é uma campanha mundial, e tem como intuito incentivar à vida ativa e à adoção de hábitos saudáveis pelas pessoas de todas as idades.