Pesquisar este blog

sábado, 31 de outubro de 2015

Halloween

A data de 31 de Outubro é conhecida como “O dia das Bruxas”, ou “Halloween”, que é uma festa típica que acontece nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos.
Mas de onde surgiu esse misterioso costume?
Em declaração feita no ano de 2009, o Vaticano condenou o Halloween como uma festa perigosa carregada por vários elementos anticristãos. No Brasil, observamos que algumas pessoas torcem o nariz para a comemoração do evento por entendê-lo como uma manifestação distante da nossa cultura. No fim das contas, muito se diz a respeito, mas poucos são aqueles que examinam minuciosamente os significados e origens de tal festividade.

Desde a Antiguidade, observamos que várias festividades populares estão cercadas pela valorização dos opostos que regem o mundo. Um dos mais claros exemplos disso ocorre com relação ao Carnaval, que antecede toda a resignação da quaresma. No caso do Halloween, desde muito tempo, a festividade acontece um dia antes da "festa de todos os santos", e por isso, tem seu nome inspirado na expressão "All hallow`s eve", que significa a "véspera de todos os santos".

Pelo fato do 1 de Novembro estar cercado de um valor sagrado e extremamente positivo, os celtas, antigo povo que habitava as Ilhas Britânicas, acreditavam que o mundo seria ameaçado na véspera do evento pela ação de terríveis demônios e fantasmas. Dessa forma, o "Halloween"nasce como uma preocupação simbólica onde a festa cercada por figuras estranhas e bizarras teria o objetivo de afastar a influência dos maus espíritos que ameaçariam suas colheitas.

No processo de ocupação das terras europeias, os povos pagãos trouxeram esta influência cultural em pleno processo de disseminação do cristianismo. Inicialmente os cristãos celebravam a todos os santos no mês de Maio. Contudo, por volta do século IX, a Igreja promoveu uma adaptação em que a festa sagrada fora deslocada para o primeiro dia de Novembro.


Dessa forma, os bárbaros convertidos se lembrariam da festa cristã que sucederia a antiga e á costumeira celebração do Halloween.


Por ter essa relação intrínseca ao mundo dos espíritos, o Halloween foi logo associado à figura das bruxas e feiticeiras. Na Idade Média, elas se tornaram ainda mais recorrentes na medida em que a Inquisição perseguiu e acusou várias pessoas de exercerem a bruxaria. Da mesma forma, os mortos também se tornaram comuns nesta celebração, por não mais pertencerem a essa mesma realidade etérea.

Entre todos os desalmados, destaca-se a antiga lenda de Stingy Jack. Segundo o mito irlandês, ele teria convidado o Diabo para beber com ele no dia do Halloween. Após se fartarem em bebida, o astuto Jack convenceu o Diabo a se transformar em uma moeda para que a conta do bar fosse paga. Contudo, ao invés de saldar a dívida, Jack pregou a moeda em um crucifixo.

Para se livrar da prisão, o diabo aceitou um acordo em que prometia nunca importunar Jack. Dessa forma, ele foi libertado e nunca mais importunou o homem. Entretanto, Jack morreu e não foi aceito nas portas do céu por ter realizado um trato com o demônio. Ao descer para os infernos, também foi rejeitado pelo Diabo por conta do trato que possuíam. Vendo que Jack estava solitário e perdido, o demônio lhe entregou um nabo com carvão que lhe serviu de lanterna.
Ao chegarem à América do Norte, os irlandeses trouxeram a festa do Halloween para as Américas e transformaram a lanterna de Jack em uma abóbora iluminada com feições humanas. Os disfarces e máscaras, tão usadas pelos participantes da festa, seriam uma forma de evitar que fossem reconhecidos pelos espíritos que vagam neste dia. Atualmente, as fantasias são utilizadas por crianças que batem às portas exigindo guloseimas no lugar de alguma travessura contra o proprietário da lanterna.
De fato, a celebração do Halloween remete a uma série de antigos valores da cultura bárbaro-cristã que se forma na Europa Medieval. Nessa época, várias outras festas celebram o processo de movimentação do mundo ao destacar os opostos que configuravam o seu mundo. No jogo de oposições simbólicas, mais do que o valor de um simples embate, o homem acaba por visualizar a alternância e a transformação enquanto elementos centrais da vida.


Fonte: brasilescola.com
video

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Conhecimento sem fronteiras!

Em 29 de Outubro de 1810, no Rio de Janeiro foi fundada a Biblioteca Nacional, abrindo espaço para a Literatura Brasileira, suas grandes obras e grandes autores. Ela nasceu com 60 mil livros e documentos que a Família Real trouxe de Portugal e hoje conta com mais de 9 milhões de obras. Atualmente é considerada pela Unesco uma das dez maiores  bibliotecas nacionais do mundo.
 
Livro, conhecimento sem fronteiras!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Dia do Funcionário Público



 
No dia 28 de outubro comemora-se o dia do funcionário público. A data foi instituída no governo do presidente Getúlio Vargas, através da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil, em 1937.

Em 1938 foi fundado o Departamento Administrativo do Serviço Público do Brasil, onde esse tipo de serviço passou a ser mais utilizado.

As leis que regem os direitos e deveres dos funcionários que prestam serviços públicos estão no decreto nº 1.713, de 28 de outubro de 1939, motivo pelo qual é o dia da comemoração desse profissional.

Em 11 de dezembro de 1990, foi publicado o novo Estatuto dos Servidores Públicos Civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais, a Lei nº8112, alterando várias disposições da antiga lei, porém os direitos e deveres desses servidores estão definidos e estabelecidos na Constituição Federal do Brasil, além dos estatutos das entidades em que trabalham.

Os serviços públicos estão divididos em classes hierárquicas, de acordo com os órgãos dos governos, que podem ser municipais, estaduais ou federais. Os serviços prestados podem ser de várias áreas de atuação, como da justiça, saúde, segurança, etc.

Para ser servidor público é preciso participar de concursos e ser aprovado no mesmo, garantindo assim a vaga enquanto profissional. O bom desse tipo de trabalho é que o servidor tem estabilidade, não pode ser dispensado de suas funções. Somente em casos extremos, em que se comprove a falta de idoneidade de um funcionário público, é que o mesmo é afastado de seu cargo.
 
Os salários dos funcionários públicos são pagos pelos cofres públicos, dependendo da localidade. Se for municipal, são pagos pelas prefeituras; se estadual, pelos governos estaduais; e se federal, pagos pelos cofres da União.

Os servidores públicos devem ser prestativos e educados, pois trabalham para atender a população civil de uma localidade. É comum vermos pessoas reclamarem dos serviços públicos, da falta de recursos dos mesmos, falta de profissionais para prestar os devidos atendimentos ou até mesmo por estes serem mal educados e ríspidos com a população. É bom enfatizar que esses profissionais lidam com o que é público, ou seja, aquilo que é de todas as pessoas. Portanto, ganham para prestar serviços a toda comunidade.
Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Dia da Cruz Vermelha - 26 de Outubro

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha é uma entidade internacional sem fins lucrativos, que tem o objetivo de socorrer vítimas de guerras e de catástrofes naturais. Fundada em 1863, a entidade presta assistência às vítimas, fornecendo alimentação, assistência médica e abrigo. A Cruz Vermelha também desenvolve um trabalho junto aos prisioneiros de guerra, buscando restabelecer o contato com seus familiares e localizando os que foram dados como desaparecidos. Sua prioridade, tendo a neutralidade como princípio, é o não envolvimento em questões militares, religiosas ou políticas. Para isto, possui quatro bandeiras que são adotadas conforme a cultura da região em que estiver atuando. 
A bandeira coma Cruz Vermelha é utilizada na maior parte dos países. 
Já na Turquia e países muçulmanos, o símbolo local é uma lua chamada Crescente /vermelho, aplicada sobre a bandeira branca.
Em Israel, a bandeira também é branca, mas em lugar da lua ou da cruz, é usada a Estrela de Davi em vermelho.
Para casos especiais, onde o Comitê não pode usar nenhuma destas três bandeiras, há ainda uma quarta opção - a do Cristal Vermelho - totalmente excepcional e não pode usar nenhuma destas três bandeiras, há ainda uma quarta opção - a do Cristal Vermelho - totalmente neutra, de uso excepcional e temporário. Sua forma é um triângulo equilátero.
O Dia é em homenagem a data de nascimento de seu fundador, Jean Henri Dunant. Ele foi agraciado com o primeiro prêmio Nobel da Paz, em 1901, vindo a falecer nove anos depois. a própria Cruz Vermelha também foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz, em 1917.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

ENEM 2015

FIQUE ATENTO!
Os portões de acesso serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília). Neste ano, as provas terão início às 13h30min. (horário oficial de Brasília). Após o fechamento dos portões, os participantes deverão aguardar na sala de provas até que seja autorizado o seu início às 13h30min., após procedimentos de verificação de segurança,  sob pena de eliminação do exame.

Como são as provas
O Enem é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada, e uma redação. Confira os dias das provas:

24 de outubro (1º dia): Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
Tempo para a prova: 4h30min.
25 de outubro (2º dia): Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias.
Tempo para a prova: 5h30min.

Dicas
Verifique com antecedência na Página do Participante o local de provas para o qual foi encaminhado.
- Faça o trajeto até o local de provas antes do dia do exame.


- Recomenda-se que todos os participantes estejam no local de realização das provas às 12h, de acordo com o horário oficial de Brasília.

PROVAS DE REDAÇÃO E LÍNGUA ESTRANGEIRA

prova discursiva será realizada no segundo dia do Enem, 25 de outubro, junto com Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. O tempo de duração total será de 5h30min.
A redação deverá ser um texto dissertativo-argumentativo de, no máximo, 30 linhas, desenvolvido a partir de uma situação-problema e de subsídios oferecidos sob a forma de textos motivadores.

O que dá nota zero na redação:
- Não atender a proposta solicitada ou desenvolver outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo;
- Entregar a folha de redação sem texto escrito;
- Escrever até 7 (sete) linhas, qualquer que seja o conteúdo;
- Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação;
- Desrespeito aos direitos humanos;
- Parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

As linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas.
 Dicas
O texto dissertativo-argumentativo é um texto opinativo que se organiza na defesa de um ponto de vista sobre determinado assunto. Nele, a opinião do autor é fundamentada com explicações e argumentos.
O texto é dissertativo porque discorre sobre um assunto, descreve-o, explica-o. É também argumentativo porque defende uma opinião e tenta convencer e cativar o leitor com argumentos.
PROVA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

Também no segundo dia de provas, 25 de outubro, o participante deverá responder cinco questões de língua estrangeira, conforme a opção escolhida no momento da inscrição: inglês ou espanhol.
Não é permitido trocar a opção de língua no momento da prova. A alteração foi permitida apenas durante o período de inscrição no exame.
Se o participante tiver dúvidas, deve conferir no cartão de confirmação da inscrição, no qual está registrada a escolha de língua estrangeira feita no ato da inscrição.

RESULTADOS DO ENEM

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados na página do Inep, no endereço eletrônico http://portal.inep.gov.br/enem, até o terceiro dia útil seguinte ao de realização das últimas provas.
Os participantes poderão acessar os resultados individuais da edição do Enem 2015, em data a ser posteriormente divulgada, mediante inserção de CPF e senha.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Poeta... O pintor das letras

Poeta é aquele que faz versos, que escreve poesias. 
 A poesia, ou gênero lírico, ou lírica é uma das sete artes tradicionais, uma forma de linguagem. A poesia é uma linguagem verbal criativa. Uma arte de escrever em versos. Uma forma de se expressar e transmitir sentimentos, emoções e pensamentos.

Antigamente, as poesias eram cantadas, acompanhadas pela lira, um instrumento musical muito comum na Grécia antiga. Por isto, diz-se que a poesia pertence ao gênero lírico.


Um poeta é sempre irmão do vento e deixa seu ritmo por onde passa. se eu nem sei onde estou, como posso esperar que algum ouvido me escute? Ah! Se eu nem sei quem sou, como posso esperar que venha alguém gostar de mim?
Cecília Meireles

 Disse um poeta um dia que a vida é a arte dos encontros, embora haja tantos desencontros pela vida.
Eu me encontrei em teus desencontros e te encontrei em meus desencontros.

Mas nada é por acaso, nada é sem razão e no tempo certo, na hora certa fomos libertados das cadeias da solidão.
Hoje somos livres, libertos pelo amor que nos une desde o sempre até o FIM.
Vinicius de Moraes


quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Ao mestre com carinho

Resenha Ao Mestre com carinho


    O filme “Ao mestre com carinho” (To sir, with love) se baseia no livro Homônimo de E.R. Braithwaite. É um filme britânico de 1967, estrelado por Sidney Poitier. Apesar de tocar no tema bastante discutido e polêmico, a trama se concentra nos padrões da adolescência em uma comunidade pobre da Inglaterra. Trata-se de um drama vivido por um engenheiro desempregado, que no momento difícil de sua vida, resolve dar aulas em uma escola problemática, cheia de maus hábitos, em meio a uma turma de adolescentes indisciplinados, rebeldes, desajustados, fora dos padrões normais de comportamentos.
    Analisando toda essa problemática escolar, Mark Thackeray percebe que a tarefa de lecionar não vai ser nada fácil. Resolvendo com isso, enfrentar o desafio, mesmo sofrendo a não aceitação dos alunos, e principalmente, o fato de seus colegas professores, não acreditarem na possibilidade de qualquer êxito. Mesmo não tendo uma didática, um preparo pedagógico compatível e adequado para lidar com a realidade de sala de aula e com os alunos, não desanimou, mostrando um alto grau de interesse com a prática educativa, mesmo não sabendo o real e a importância do valor de sua decisão.
    Uma observação que merece destaque é o fato das politicas educacionais da época que não são diferentes de hoje. Mesmo estando prestes a se formar, muitos nem se quer sabiam ler e escrever, não havia um controle no aprendizado dos alunos. Outra situação do filme igual a nossa, era o fato de que os professores dificilmente eram formados nas áreas específicas de ensino, muitas vezes desprovidos de uma formação acadêmica, realidade que até hoje faz parte de muitas instituições de ensino no Brasil. A mesma situação vivida pelo professor no filme, reflete nossa realidade atual.
    Mesmo despreparado, inexperiente, percebe que naquele momento, o ideal seria ensinar e mostrar para os alunos que eles precisavam de disciplina, de mudança de atitudes, de apoio moral e compreensão. Analisando o perfil daqueles alunos, percebe-se a carência de afeto, de apoio moral, apoio familiar, de respostas que fizessem deles, seres humanos dignos, responsáveis, preparados para lidarem com as situações da vida cotidiana. Nesse sentido, a presença de um mediador nesse processo contribuiria para incorporar conteúdos culturais e universais frente à realidade do aluno.
    No passar do tempo e no decorrer das aulas, o professor tenta de todas as maneiras manter a postura equilibrada, a calma e o respeito com os discentes daquela escola. Com a crescente hostilidade e falta de respeito por parte de todos os alunos, certo dia, a chegar à sala de aula se depara com livros queimados próximos a sua mesa. Irritado e furioso perde a compostura, gritando e ordenando que os rapazes se retirassem da sala, e repreendendo severamente as meninas por contribuírem com o fato e pelo comportamento de puro desrespeito e pua indisciplina mostrado no queimar dos livros.
    Preocupado com sua atitude, desgostoso com sua postura extremamente radical, expressando seu descontentamento resolve mudar sua postura perante a classe. Diante disso, relacionando essa cena com as ideias de Selma Garrido Pimenta com relação à formação do professor, os saberes da docência e a identidade do professor aprende-se que o professor no exercício de sua função precisa questionar sua própria prática e refletir sobre o seu fazer profissional, entendendo e compreendendo sua identidade a partir da significação, da revisão constante e da reafirmação de suas práticas.
    Nessa proposta de rever, de refletir e de organizar sua ação a partir da articulação da ação-reflexão-ação o professor do filme retorna a classe e estabelece novas regras, tentando desesperadamente um anova aproximação. Demonstrando para aqueles adolescentes que em meio ao caus e a desordem, há possibilidade de progresso, de construção e da contribuição ao processo de humanização do contexto social dos alunos. Aos poucos, ele tente mudar a concepção e a visão dos alunos, embutindo valores, que ensinassem comportamentos decentes, a serem adultos e responsáveis por si.
     Nessa postura destacada por Mark, o professor percebe-se que diante de uma tendência pedagógica tradicional, da autoridade de impor  do docente  atitude receptiva do aluno fez surgir uma tendência progressista libertadora, mudando  a concepção do aluno frente à realidade em que se encontram, dos temas geradores que surgiam no desenrolar das aulas, dos grupos de discussão, da relação horizontal, de igual para igual, fazendo da escola um lugar de diálogo livre de preceitos onde a autonomia se torne a busca do fundamento das coisas.
    Nesse mesmo raciocínio, aprende-se com Paulo Freire que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a produção e construção do mesmo. Nessa proposta de ensinar e educar, o filme nos mostra a importância da boa vontade e da compreensão que o professor teve ao se deparar com aquela realidade caótica que a aqueles alunos se encontravam, seria fácil desistir em meio a uma situação de extrema ignorância e falta de comprometimento dos que fazem parte do contexto escolar, dos diretores, dos pedagogos, dos professores, em fim, todos sem exceção.
    Após ensinar valores e comportamentos, o professor fez com que houvesse a mudança da realidade da classe, ensinando e enfatizando que buscassem seu próprio caminho e se orgulhassem de suas vidas, de suas aparências e de suas atitudes. Porém, aos poucos Thackeray, o mestre conquistou a confiança de todos, agindo com um amigo e conselheiro. A partir da quebra dos paradigmas de sua metodologia, com relação às matérias que ministrava, supriu as necessidades de cada aluno enfatizando conceitos que afetavam diretamente e faziam sentido naquele momento.
    Apesar de tudo, os alunos se rendem aos ensinamentos e argumentos do professor. Aproveitando esse clima harmonioso, decide incentivar os alunos pelo gosto pela cultura, convidando todos a visitar um museu, e que até em tão nunca tinha feito um programa desse tipo. Com essa atitude, o professor ensina a importância educação não formal, de sair da sala de aula, de quebrar paradigmas, de visitar museus, de aprender com a história. E é por meio dela que estão fixadas as raízes do presente, é resgatando a história que podemos abranger a época moderna.
    No que diz respeito à didática empregada no filme pelo professor, pode-se afirmar que os elementos da ação didática que são: o professor, o aluno, os conteúdos, os contextos e as estratégias metodológicas foram empregados corretamente, e consequentemente surtiu efeito positivo, principalmente pelo fato de contextualizar os temas. Articular os conhecimentos adquiridos sobre como ensinar e refletir sobre para quem ensinar, o que ensinar e o porquê ensinar, essa sequência nos remete aos desafios da didática e que para Comenius, à didática significa a arte de ensinar.
          Certo dia Thackeray recebe uma correspondência, ao abrir a mesma, tem uma surpresa, era o convite para voltar à empresa que trabalhava anteriormente. Diante disso, passou a refletir sobre sua decisão, se iria ou não, mas para a felicidade de todos decidi permanecer e continuar o seu projeto de ensinar por meio da interação professor-aluno, onde o professor deve trabalhar de forma sábia, todas as questões direcionadas com o contexto social de cada aluno, buscando conhecer seus gostos, o que pensam e o que esperam da vida, contribuindo para cidadania e para o bem estar do que os cercam.
    A partir das abordagens anteriores, conclui-se que a sala de aula deve ser um lugar de trocas de experiências e de resgate de valores até então esquecidos pela sociedade. O papel do educador vai muito além do que ensinar uma determinada disciplina, o docente em sua essência, deve ajudar e direcionar seus alunos a se tornarem críticos, acima de tudo um pensador de opiniões, que não tenha medo de enfrentar as imposições da sociedade e muito menos, as opiniões daqueles que quando estamos enfrentando os desafios da pratica educativa, não acreditam na possibilidade do êxito.

Credencial do autor: Graduando do 20 período do curso de Pedagogia da UNICEL- Faculdade Literatus 
da turma 2PED/11M sob a orientação da professora Jane Gonçalves

História do dia do Professor

Ao querido professor que dia após dia tem a meta de orientar e estimular o precioso ser, o qual educa, pois acredita e luta para que esse ser se apresente preparado para para atuar com consciência na sociedade que queremos e precisamos ter (Sandra).
Dom Pedro I, filho do Rei de Portugal e da imperatriz Carlota Joaquina, tornou-se príncipe herdeiro em 1801, aos 9 anos de idade. já morando no Brasil.;

Vinte e seis anos mais tarde, criou a escola primária no Brasil, através de um Decreto Imperial, no dia 15 de Outubro de 1827, a que chamou de "Escola de Primeiras Letras".

Esse decreto falava também de matérias básicas que deveriam ser ensinadas, da contratação dos professores e de seus salários.

As crianças deveriam aprender a ler e escrever e a fazer cálculos usando as quatros operações (adição, subtração, multiplicação e divisão). Os meninos deveriam aprender noções de geometria, enquanto as meninas aprenderiam as "prendas", como cozinhar, costurar e bordar.

Somente cento e vinte anos depois foi que os professores ganharam um dia especial, no qual eram homenageados pelas escolas, pais e alunos..

Em uma pequena escola de São Paulo, um professor de nome Salomão Becker sugeriu que se tirassem um dia para fazer uma reunião onde discutissem as aulas dadas e as aulas que iriam acontecer, sendo o dia 15 de Outubro o escolhido.

A reunião foi um sucesso e, aos poucos, outras escolas foram adotando essa ideia, até que, em 1963, aconteceu a oficialização da data, através do Decreto Federal 52.682, assinado pelo preseidente do Brasil João Goulart.
Por Jussara de Barros, Pedagoga
Equipe Escola Kids
Fonte: http://www.escolakids.com/dia-do-professor.htm

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Escritor...



Hoje em dia, os escritores tem tido muitas dificuldades na publicação de seus livros, pois, com o advento da internet e das redes sociais, os livros perderam espaço em meios aos jovens e as crianças. é necessário então, buscar novos meios de se manter a literatura viva nas novas gerações e permear a necessidade de se ler livros.



A maior parte do parte do tempo de um escritor é passado na leitura, para depois escrever; uma pessoa revira metade de uma biblioteca para fazer um só livro.




segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Kids!!

Viva o momento presente da vida, mas não mate o espírito de criança que um dia houve em você. Cultive a simplicidade, o mundo de sonhos a alegria, o amor à natureza e a confiança em Deus. Com toda a certeza sua vida terá mais sentido e muito mais beleza.

Fernando Partiners

Comemorações do dia 12 de Outubro

No dia 12 de outubro, comemoram-se três datas, embora poucos se lembram de todas elas: Nossa Senhora Aparecida, padroeira oficial do Brasil, o Dia das Crianças e o Descobrimento da América. Historicamente, a festa de Nossa Senhora Aparecida acontece desde 1930, quando foi proclamada a Padroeira do Brasil, sendo comemorada no dia 08 de Setembro.

Somente em 1980, com a visita do Papa João Paulo II é que passou a ser celebrada no dia 12 de outubro.

Nosso feriado nacional, no entanto, deve-se somente à primeira data, e, embora a devoção à santa remonte aos idos do século XVIII, só foi decretado em 1980.

Também em 12 de outubro de 1492, a caravela Pinta deu sinal de descoberta de terra disparando um tiro de canhão. Colombo atracou numa ilha, a qual batizou com o nome de São Salvador.

Mais tarde a terra descoberta recebeu o nome de América como forma de homenagear o piloto Florentino Américo Vespúcio, colega de viagem de Colombo.

Como ainda pensava que havia descoberto as Índias, Colombo apelidou os habitantes da ilha de índios. Navegando para o sul, ele encontrou as ilhas de Cuba e Haiti, e ao voltar para a Espanha foi recebido com glórias e marcou seu nome na história.


Juliana Miranda - GrupoEscolar.com

Origem do dia das crianças

O dia 12 de Outubro não é uma data universal. O dia das crianças é comemorado em mais de 100 países em momentos variados.
Assim, todos os países lusófonos, exceto o Brasil, comemoram no dia 01 de Junho, o Dia da Criança.

Este dia foi celebrado pela primeira vez há 60 anos, em 1950.


O mais próximo de uma data "mundial" é o Dia Universal das Crianças, celebrado em 20 de novembro. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) para marcar a aprovação, em 1959, da Declaração Universal dos Direitos da Criança. Para tanto, foi criado um documento enunciando um amplo conjunto de direitos fundamentais – os direitos civis e políticos, e também os direitos econômicos, sociais e culturais – de todas as crianças, bem como as respectivas disposições para que sejam aplicados. Este tratado internacional é um importante instrumento legal devido ao seu caráter universal e também pelo fato de ter sido ratificado pela quase totalidade dos Estados do mundo.

No Brasil, a data surgiu por uma lei criada em 1924. Por quase quatro décadas a data passou meio desapercebida, como tantas outras comemorações propostas pelo Legislativo.

Curiosidades e fatos sobre a data em alguns países


Japão – em comemoração a Kodomo-no-hi existe um dia especial para as meninas, três de março, conhecido como o dia das bonecas, em que aparecem lembranças das meninas do império. Para os meninos a comemoração é feita no dia cinco de maio, onde os presentes representam força e saúde para os mesmos. Soltar pipas em forma de carpas também é uma tradição deste dia, como forma de atrair força e sucesso para os mesmos.

Índia – se tornou independente do Reino Unido, seu primeiro ministro, Jawaharlal Nehru, foi homenageado com a comemoração do Dia da Criança acontecendo na data do seu aniversário, 14 de Novembro.



Luanda – O Dia da Criança Africana é celebrado todos os anos a 16 de Junho em memória às crianças negras do Soweto que, neste dia, em 1976, saíram à rua em protesto contra a falta de qualidade no ensino a que tinham acesso e para reivindicar o direito de aprender na sua própria língua.

Centenas de rapazes e raparigas foram mortos e, nas duas semanas de protesto que se seguiram, mais de 100 pessoas morreram e mais de mil ficaram feridas. Em memória às crianças mortas e dos manifestantes que com ela protestaram e também para chamar a atenção para a situação atual das crianças do continente, a Organização da União Africana (OUA) instituiu em Addis-Abeba, Etiópia, em 1991, o Dia da Criança Africana.
Nova Zelândia – a cada ano é escolhido uma espécie animal para homenagear, tornando-o mascote da comemoração, que acontece no último domingo de Outubro.

Brasil – a partir de 1960, a empresa Johnson&Johnson e a fábrica de brinquedos Estrela se associaram para lançar a promoção "Semana do Bebê Robusto", aproveitando a comemoração já existente para alavancar a venda de produtos para crianças. A iniciativa foi um sucesso. Outros varejistas aproveitaram a onda e a ação, rebatizada nos anos seguintes de "Semana da Criança", se tornou uma das principais datas comerciais do calendário brasileiro.

"A data virou tradição porque conseguiu tocar o lado emocional das pessoas. O presente dado à criança passa a ser um símbolo desta estima", explica Dalton Viesti, administrador e consultor em marketing.