Pesquisar este blog

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Tecnologia assistiva





O uso da tecnologia assistiva na inclusão escolar


Ao longo da história, a tecnologia vem sendo utilizada para facilitar a vida dos homens. Para as pessoas com deficiência, a tecnologia é a diferença entre o “poder” e o “não poder” realizar ações.
O sucesso do processo de inclusão está diretamente ligado à possibilidade de reconhecer as diferenças e aceitá-las. Isso não significa ignorá-las, nem colocar crianças com necessidades educacionais especiais na sala de aula regular e esperar que elas aprendam pela proximidade com seus colegas da mesma idade. Respeitar as diferenças é oportunizar os recursos necessários para que a criança aprenda. Muitas vezes esses recursos serão simples como letras soltas ou textos escritos em letras maiúsculas e outras vezes poderá ser o uso de um computador adaptado.
Desse modo podemos falar da Tecnologia Assistiva, Trata-se de um termo novo que tem sido utilizado para referir-se a “todo o conjunto de produtos especiais e outros recursos que, de alguma maneira contribui para tornar viável uma vida independente para as pessoas com deficiência”.
A Tecnologia Assistiva engloba todo e qualquer equipamento, produto ou sistema que torna possível a essas pessoas melhor qualidade de vida, através do aumento, manutenção ou da devolução das suas capacidades funcionais.
Entretanto a Tecnologia Assistiva deve ser entendida como um auxílio – recursos e serviços – “que promoverá a ampliação de uma habilidade funcional deficitária ou possibilitará a realização da função desejada e que se encontra impedida por circunstância de deficiência ou pelo envelhecimento.” Sendo assim, seu objetivo é proporcionar à pessoa com deficiência maior independência, qualidade de vida e inclusão social, através da ampliação de sua comunicação, mobilidade, controle de seu ambiente, habilidades de seu aprendizado, trabalho e integração com a família, amigos e sociedade. Pode variar de um par de óculos ou uma simples bengala a um complexo sistema computadorizado.
O serviço de Tecnologias Assistivas auxiliará, a partir da avaliação do usuário, na seleção ou confecção do recurso apropriado, na elaboração de estratégias para um bom desempenho funcional e na aplicação e ensino de utilização do recurso, em prática contextualizada, na tarefa pretendida.
Portanto, compreende-se que o acesso de todos a uma vida independente e a inclusão ainda é um grande desafio e requer a vontade de toda a sociedade. Leis para amparar este acesso é o que não falta. Desse modo, a tecnologia e a ciência também já evoluíram, e muito, neste sentido, mas é necessário ainda, que todos tenham o acesso, principalmente ao que a tecnologia oferece.


Marilene dos Santos
Artigo feito com informações no site
www.deb.min-edu.pt/fichdown/ensinoespecial

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Atividade 7 - Educação e tecnologia

Educação e tecnologia


Marilene dos Santos
Curso: “Webquest, Blog e Wiki”
Maio / 2010


Há muitas formas de compreender a tecnologia. Com base no artigo “Educação e tecnologia: mudar para valer” de José Manuel Mouran, percebe-se que a tecnologia é concebida de maneira ampla, como método ou técnica criado pelo homem para tornar seu trabalho mais leve, sua locomoção e sua comunicação mais fáceis, ou simplesmente sua vida mais agradável e divertida.
Segundo o autor, “As tecnologias são só apoio, meios. Mas elas nos permitem realizar atividades de aprendizagem de formas diferentes às de antes. Podemos aprender estando em juntos em lugares distantes, sem precisamos estar sempre juntos numa sala para que isso aconteça”. A tecnologia, neste sentido, não é algo novo, na verdade, é quase tão velha quanto o próprio homem.
A entrada das novas tecnologias nas salas de aula facilitam a criação de projetos pedagógicos, trocas de experiências, propostas e resultados, comunicação à distância, redefinindo o relacionamento estabelecido entre professor-aluno. Os professores deixam de ser líderes oniscientes e os materiais pedagógicos evoluem de livros-textos para programas e projetos mais amplos.
Nesse sentido, vale ressaltar, nas palavras do autor quando afirma que “São muitos os recursos a nossa disposição para aprender e para ensinar. A chegada da Internet, dos programas que gerenciam grupos e possibilitam a publicação de materiais estão trazendo possibilidades inimagináveis vinte anos atrás. A resposta dada até agora ainda é muito tímida, deixada a critério de cada professor, sem uma política institucional mais ousada, corajosa, incentivadora de mudanças. Está mais do que na hora de evoluir, modificar nossas propostas, aprender fazendo”. As informações se tornam mais acessíveis, os usuários escolhem o que querem, e todos se tornam criadores de conteúdo.
Os meios de comunicação desenvolvem linguagens complementares, supostas, que atingem o indivíduo em todos os sentidos e conseguem que cada um encontre a forma de compreensão para a qual está mais apto.
Dessa forma, “à medida que vão crescendo, o nível de interação a distância deve aumentar progressivamente”.

Texto feito com base no artigo “Educação e tecnologia: mudar para valer” de José Manuel Mouran, extraído no endereço http://www.eca.usp.br/prof/moran

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Plano de aula Nutrição alimentar

NUTRIÇÃO ALIMENTAR

CONTEÚDOS:
- Pirâmide alimentar
- Alimentação saudável
- Nutrientes
- Orientação nutricional
- Tipos de alimentos


PROFESSORAS: Marilene dos Santos
Neiva Rodrigues
Vany Brunetto

INTRODUÇÃO

A alimentação é um fator importante na nossa saúde.

É no período escolar que o organismo ainda está em fase de formação e os alimentos são essenciais, pois têm nutrientes variáveis e cada nutriente tem uma função específica para nós. Pois no período escolar a alimentação complementar que recebemos vem através da merenda. Pensando nisso, vamos refletir sobre a alimentação na escola.

Adotar uma alimentação balanceada é fundamental para o bom funcionamento do organismo e para ter uma vida saudável. Todos os alimentos podem fazer parte de uma alimentação equilibrada, eles devem combinar uns com os outros com objetivo de atender as necessidades de energia e nutrientes do organismo.


OBJETIVOS:

- Desenvolver a atenção alimentar;

- Reconhecer a importância da alimentação para o desenvolvimento do indivíduo e identificar as bases científicas para fundamentar a orientação nutricional na infância.

- Capacitar os alunos quanto aos aspectos básicos da dieta e identificar problemas comuns na orientação nutricional

- Reconhecer a importância da alimentação para o funcionamento do nosso organismo;

- Conhecer os diferentes processos de produção de energia;

- Discriminar tipos de alimentos necessários para a vida.

- Reconhecer características de cada grupo de alimentos: gorduras, carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais.



DURAÇÃO DAS ATIVIDADES:

09 horas/aula

ATIVIDADES:

- Palestra com uma nutricionista

- Montar uma pirâmide de alimento

- Cartazes com recorte e colagem

- Teatro de conscientização com fantoches

- Vídeo

- Música

- Montar uma maquete com o auxílio da professora

- Pesquisar o que significa Nutrição

- Criar um livro

- Rádio escola

- Quebra-cabeça de memorização

- Degustação com uma salada de frutas

-Texto sobre a aprendizagem


DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES:

1-Convidar uma nutricionista que fará uma palestra sobre o assunto,desenvolvendo os pontos positivos para a nossa saúde saudável. Iniciando com a alimentação da escola.


2-O aluno trará os alimentos para montar um pirâmide.



3-Recortar de jornais e revistas os assuntos interessantes ,para a construção de cartazes.

4-Realizar com as crianças, um teatro com fantoches confeccionados pelos mesmos, e a participação de todos

5-Construir um vídeo sobre a aula dada e pesquisada pelos os alunos.

6-Fazer uma parábola, ou paródia e cantar alguma música de que goste.

7-Montar uma maquete com os alimentos arrecadados para a aula com ajuda do e

ducador.

8-Pesquisar no dicionário ou internet o que significa Nutrição.

9-Criar um livro, explicando sobre as vitaminas, proteínas,sais minerais, cereais, verduras, legumes e frutas.

10-Fazer um rádio escola, com colaboração dos alunos, com apresentações, microfone, estúdio, com músicas, canto, e teatro, podendo usar as atividades realizadas na aula.

11-Xerocar algumas frutas e fazer um quebra-cabeça para memorização. Pintando, colando, recortando e montando.

12-Solicitar a cozinheira que faça um lanche es

pecial, para podermos discutir os diversos, sabores e qualidades.


13-Pesquisar em diversas jornais e revistas, internet, livros e construir um texto, sobre aprendizagem adquirida, que será avaliada.


RECURSOS:

Alimentos, lápis, tesoura, cola, cartolina, jornais e revistas, DVD, televisão, CD, radio, microfone, roupas, tinta, lápis de cores, pincéis, canetas, pratos, talheres, palitos, isopor, papel ofício, Slides e Projetor.


AVALIAÇÃO:

Será avaliada a capacidade de assimilação e entendimento do conteúdo; a participação em aula, assim como nos trabalhos propostos; pontualidade; assiduidade e responsabilidade com as datas de entrega de trabalhos.



BIBLIOGRAFIA:

Material de apoio: www.pt.wikipedia.org/wiki/nutriçao


http://www.var/tmp/kdecoche-professor/krun/71774.0


www.hospitalmemorial.com.br/especialidades/nutriçaoalimentaçaodacriançaeadolescente


Sugestão de receitas:

http://www.nestle.com.br/Site/cozinha/aprendendo/video-aulas.aspx


Apresentação: Educação infantil nutricional:

http://www.slideshare.net/FabiVivieGabi/apresentao-educao-nutricional-infantil-presentation-608994


Sugestão de vídeos:

http://www.despertardamente.com/videos/nutricao-e-saude/a-piramide-dos-alimentos.html


http://www.tvnutricao.com.br/


Alimentação saudável:

http://www.google.com.br/url?url=http://www.youtube.com/watch%3Fv%3Dbd4


Educação nutricional:

http://www.google.com.br/urlurl=http://videolog.uol.com.br/video.php%3Fid



quinta-feira, 25 de março de 2010





Reflexão:
"Não importa o tamanho ou a idade.
Liberte a criança que existe dentro de você.
Hoje é o dia de todos aqueles que ainda conseguem
manter a alegriae a pureza dentro do coração".

terça-feira, 23 de março de 2010


Eu sou Marilene, professora graduada em Letras Português e Ingles, com especialiação em Metodologia de Línguas Ingles, Potuguês e Espanhol. Atualmente trabalho na Escola Romildo Czepanhik e no Senai com as disciplinas da minha área.
Trabalhar com as tecnologias nos proporciona maior interação com nosso meio educacional e com a diversidade de informações que este meio nos proporciona.
Pois sabemos que a Internet é muito mais que um mero instrumento. Além de um dispositivo, ela representa um modo diferente de efetivar a comunicação e o processamento social da informação. Portanto, hoje, porém, a educação é quase inconcebível sem essas tecnologias. Segundo tudo indica, em poucos anos o computador em rede estará, com toda certeza, na mesma categoria.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Atividade 6

Atividade 6_Uso do Blog

 

Hoje o crescimento no uso das ferramentas tecnológicas é significativo no ambiente educacional.

O uso do blog em sala de aula pode trazer mais dinamismo para a realização e apresentação de trabalhos, da mesma forma, facilitar o dia-a-dia de educadores e educandos que têm no ambiente virtual uma espécie de arquivo de documentos, além de aproximar os alunos, que podem discutir ideias e opiniões sem que estejam no mesmo espaço físico e ao mesmo tempo.

O trabalho pedagógico com a ferramenta privilegia interatividade, autoria, autonomia, registro e protagonismo, pois é um espaço de reflexão coletiva sobre o uso pedagógico da Internet. Como afirma Marli Fiorentin, o educando se torna autor no momento em que interage com o educador por meio de uma atividade, ao participar de um fórum de debates e também ao intervir ou comentar a atividade de um colega através de publicações feitas no sistema.

Entretanto, para que isso seja possível, o professor pode utilizar o blog com seus alunos criando um blog pessoal e estabelecer indiretamente um vinculo com seus alunos, os que acessam quando tiverem vontade, ou utilizar como complemento pedagógico e atividade didática.

Percebe-se hoje, que algumas escolas já possuem seu blog, porém, falta um pouco de divulgação no ambiente escolar, e também comunicação entre os educadores e educandos para participarem e fazerem uso participando e publicando atividades constantemente, pois muitos não sabem da existência do mesmo, e os que sabem não encontram "novidades" por falta de acesso até dos que alimentam o sistema.

Portanto, se houvesse um trabalho em conjunto da equipe pedagógica com os educandos, levando-os ao laboratório de informática para divulgar e conhecer o blog da escola, ou criando um blog próprio dele com o educador, poderia se ter um trabalho mais significativo fazendo com o educando interaja nesse ambiente, pois as aulas com os recursos digitais possibilitam novos avanços, além do favorecimento da questão da inserção na lógica digital, o sujeito estabelece novas relações de conhecimento, reflexão e apropriação da sua nova aprendizagem e este recurso é uma proposta que constrói também cidadania. Dessa forma "o sujeito se apropria da tecnologia não como um mero recurso, mas sim como um meio de construir novos níveis de conhecimento".
 
Marilene dos Santos